Polícia encontra 1,4t de maconha em fazenda e prende homem

O homem será indiciado pelos crimes de posse irregular de arma de fogo de uso permitido, tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Policiais civis da 1ª Delegacia de Ponta Porã apreenderam veículos, tratores e grande quantidade de drogas em investigação iniciada por meio de denúncia anônima.

A equipe descobriu uma propriedade rural no município de Aral Moreira, onde foi feita a prisão em flagrante de um homem de 48 anos e a apreensão de 1,4 tonelada de maconha. Também foram apreendidos uma carreta, caminhão, trator e outros veículos.

O proprietário do imóvel declarou que alugava uma mata existente na propriedade porque esta parte da fazenda lhe era inútil (imprópria para o plantio de pastagens), com isso permitia que narcotraficantes a utilizassem para armazenagem e carregamentos de veículos automotores destinados ao transporte de drogas.

O homem será indiciado pelos crimes de posse irregular de arma de fogo de uso permitido, tráfico de drogas e associação para o tráfico.

COMENTARIOS

LO ULTIMO

Casal é suspeito de torturar e matar motorista de aplicativo na fronteira

Motorista campo-grandense foi torturado e morto com 15 tiros.

Casal gay adota criança com HIV rejeitada por dez famílias e é surpreendido

Pais trabalham em uma ONG que ajuda pessoas a adotarem menores rejeitados

ÊTA FUMINHO BOM: PMR tira 285 pacotes de cigarros do Paraguai de circulação

Material foi levado para a Receita Federal

Técnico de judô de MS adquire experiência em intercâmbio no Japão

O professor de judô Nicodemos Filgueiras Júnior fez parte do programa de intercâmbio Sport to Tomorrow, que interliga o Brasil e o Japão através do esporte.

Três bombeiros morrem ao tentar apagar incêndio em boate no centro do Rio de Janeiro

Um quarto integrante da corporação foi internado em estado grave

Demorado por caminar con una pistola en la cintura

Un hombre fue detenido este jueves en la zona Villa Morra, cuando lo sorprendieron con una pistola en la cintura. El aprehendido no supo explicar con qué fines llevaba el arma.